5 dicas sobre o que falar (ou não falar) e fazer (ou não fazer) em uma entrevista de emprego em TI

5 dicas sobre o que falar (ou não falar) e fazer (ou não fazer) em uma entrevista de emprego em TI

HE
Hugo Eiji
Compartilhar:

Duas pessoas conversando sentada em uma mesas durante uma entrevista de emprego.

Você tá suando frio, tremendo um pouco. É aquela oportunidade que você sempre esperou. Seu primeiro emprego em Tech, ou sua oportunidade de entrar em uma Big Tech como Amazon, Google, Nubank, etc. Qualquer deslize pode representar a destruição de um sonho. Já passou por isso? Eu já. E aprendi com os fracassos e acertos a ser alguém altamente "profissional" em passar em entrevistas. Dos últimos processos que participei, fui aprovado em todos.

Vou te contar aqui 5 dicas importantes sobre o que falar (ou não falar) em uma entrevista de emprego em TI. Espero que isso ajude a aumentar suas chances de avançar no processo seletivo e conquistar seu emprego. A quinta na minha opinião é a mais subestimada em um processo de entrevista.

Aproveito para dar um conjunto de dicas adaptadas para as entrevistas remotas que têm ocorrido em tempos de pandemia.

1 - Seja você mesmo, porém evite ser polêmico

Paisagem a beira mar com uma bandeira vermelha em destaque.

Todos querem alguém autêntico. Porém, levar a conversa para temas polêmicos pode ser algo complicado e que pode te colocar em uma situação desconfortável. A não ser que seja demandado pelo entrevistador, fuja de temas relacionados com aborto, armamento/desarmamento da população, política, opinião sobre alguém ou a atidude de alguém, etc. Aliás, um entrevistador nem deveria estar perguntando esse tipo de coisa. Mas nesse mundo tem de tudo. O foco deve ser em alguma ou outra amenidade ou hobby para quebrar o gelo, mas o foco deve ser em você e na empresa para onde vai.

2 - Evite falar mal do atual emprego ou dos anteriores

muro de arame farpado

Já deu pra entender, por você estar participando de um processo seletivo, que algo não te satisfaz no emprego atual. Você não agrega nada ao desqualificar ou falar mal do seu atual empregador ou do seu chefe. Fica uma situação estranha e o mundo dá voltas. Foque na insatisfação pessoal do ponto de vista de algo cultural que não é muito alinhado com suas crenças, etc. Mas só tome cuidado para que a cultura da empresa atual não seja igual a da empresa pretendida. E o recrutador vai pensar algo como: se essa pessoa já está falando mal da empresa atual, tenho certeza que vai falar mal da nossa empresa em um futuro caso ela resolva sair. Celebre as qualidades e o que você gosta no trabalho e critique de forma construtiva.

3 - Estude bem a empresa para onde deseja ir e entenda seus princípios e números

pessoa desenhando em um caderno com uma lapiseira

\ É super interessante para o entrevistador quando o entrevistado estudou sobre a empresa, os números, equipe, assistiu palestras da empresa, etc. Demonstre que você sabe para onde quer ir e os desafios da empresa e tente fazer uma conexão desses desafios com o que você já fez na sua carreira. Pega super mal você ser entrevistado pela empresa X e não souber o nome do CEO ou nem se dar ao trabalho de estudar a área onde vai atuar. Por exemplo, se vai pra Amazon, você precisa ter em mente os princípios de liderança Amazon pois toda a operação da empresa é baseada neles.

4 - Ao contar histórias e cases da sua carreira, sempre tente ser eficiente e evite enrolar demais

pessoa sentada em uma cadeira segurando um carderno sob a cabeça e folhas do cardeno voando ao seu redor

O tempo de entrevista é escasso e você deve ser sucinto e eficiente ao entregar as respostas. Se você enrolar ou falar demais, pode queimar tempo precioso da entrevista e não dar tempo do entrevistador conhecer o máximo de você. Sempre que possível, sugiro usar a metodologia STAR (Situação Tarefa Ação Resultado) para explicar cases de carreira. E se o entrevistador ficar com dúvida, ele te pergunta algum detalhe.

Ex. Me diga uma situação onde você conseguiu ser efetivo ao mostrar para um cliente que o que ele queria estava incorreto e que existia um caminho melhor

Tente estruturar sua resposta da seguinte maneira:

  • Qual a situação: na empresa X, trabalhávamos com entrega de vídeo sob demanda para clientes. O Stakeholder principal da empresa vendia o produto como alta qualidade e definição em 4K. O grande problema era que o produto ainda não era rentável e transmitir em 4K tinha um grande custo de banda e armazenamento.
  • Qual minha tarefa: precisava encontrar outro caminho viável e ajudar a empresa a manter o custo sob controle.
  • Qual meu plano de ação: fiz um estudo de campo e diversos benchmarks e percebi que 90% dos clientes utilizavam celulares para consumir o conteúdo. Além disso, executei diversos testes com codificadores e compressores de vídeo e cheguei em 3 combinações de encoding que entregavam uma qualidade que, vista de um smartphone, era praticamente idêntica ao streaming 4k. Apresentei para clientes exigentes e eles nem perceberam mudanças na qualidade. Com o próprio stakeholder, pedi pra ele analisar 2 vídeos diferentes e me dizer se percebeu algo que melhoramos nos vídeos. Ele achou os 2 vídeos iguais. Contei pra ele que em um deles eu usei um algoritmo que entregava a mesma qualidade e consegui aprovação para usar o novo padrão de vídeo.
  • Qual o resultado: consegui um vídeo 50% menor em tamanho e que não apresentava artefatos na imagem, principalmente se visto no mobile que era responsável por 90% dos clientes. Com isso, mantive um NPS bom de qualidade de vídeo e cortei pela metade os custos de armazenamento e transmissão.

5 - Pense em perguntas inteligentes para fazer

pessoa mexendo em um cubo mágico

Uma parte fundamental da entrevista é o momento final, onde você pode perguntar algo para o entrevistador. É a hora de perguntar algo inteligente que mostra que você estudou sobre a empresa. Se você enrolar demais nas perguntas, talvez não dê tempo dessa etapa final. Tome cuidado. Fuja de coisas como:

  • Aí você consegue só trabalhar até bater o ponto?
  • Dá pra dar umas escapadas do trabalho durante o expediente?
  • Você gosta do seu trabalho aí?

Pense em coisas como:

  • Li na reportagem X que a empresa vai investir 2 milhões na frente de produtos de interação por voz. Minha teoria é que essa tecnologia vai ser embutida no produto Z que é para onde eu vou trabalhar se o processo dar certo. Você poderia dar a sua visão sobre como a interação por voz impactaria o produto Z?
  • Vi que a empresa é uma das que mais consegue reter funcionários se compararmos com a média do mercado. O que o RH de vocês faz de diferente para que consigam um resultado tão diferente?
  • Entendo que o competidor AAA está pegando parte do market share que vocês têm no produto Z. No meu entender, o produto Z é importante para BBBB. Como vocês enxergam a entrada do concorrente AAA?
  • Vi que vocês utilizam a arquitetura BBB para escalar seus produtos. Eu adoro esse assunto e li que hoje em dia a arquitetura CCC é super adequada pelos motivos Z, Y, B, N. Como você enxerga a evolução de BBB para CCC? Isso é algo que está no radar? O que acontece no BBB que atrapalha o seu time?
  • Me diga uma coisa que você não esperava na cultura da empresa e que você aprendeu e gostou

6 - [EXTRA] Não dê margem para o destino te sabotar

imagem da tela de um celular

Com a evolução dos processos remotos de contratação, muitas coisas podem dar errado. Se atente para esses pontos para estar preparado e mais resiliente:

  • Não conte com sua conexão de Internet. Tenha em mão o celular com 4G configurado pronto para entrar no link da conversa caso a Internet tenha alguma oscilação. Ou combine com o recrutador algum número que você possa ligar em caso de queda de conexão;
  • Verifique se sua câmera não está mostrando mais do que devia (como fazer entrevista de cueca e camisa social e levantar sem querer) ou mostrar algo da sua casa que você não gostaria;
  • Busque um local onde você possa ficar isolado de telefones tocando, crianças chorando, cachorro latindo, vizinhos gritando, etc;
  • Se programe para começar 15m antes. Entre na ferramenta de conferência, teste o som e a imagem e veja se está tudo ok.

Com essas dicas sobre o que falar (ou não falar) em uma entrevista de TI espero que você consiga se destacar na sua próxima entrevista. Deixe um comentário caso tenha mais alguma dica ou queira contar uma situação onde você conseguiu se sair bem em uma entrevista.

E para seguir bem-informado sobre tecnologia e como se desenvolver na sua carreira, continue acompanhando o blog da Techdegree.